26.2.08

terra de ninguém



as protecções roubam-nos o tempo, resguardam-nos ao desejo, suprimem o ar e a luz e a terra e o fogo e abandonam-nos sós — sem sabor e sem saber.

1 comentário:

x disse...

Protecções para quê?
Para não sofrer?
E viver?...
As protecções roubam-nos o tempo,
resguardam-nos ao desejo,
suprimem o ar e a luz e a terra e o fogo
e abandonam-nos sós — sem sabor e sem saber - ,
a morrer lentamente (P. Neruda).
Como disse Francisco Otaviano, em Ilusões de Vida,
Quem passou pela vida em branca nuvem
E em plácido repouso adormeceu;
Quem não sentiu o frio da desgraça,
Quem passou pela vida e não sofreu,
Foi espectro de homem - não foi homem,
Só passou pela vida - não viveu.